PDF: Barodontalgia: relato de dois casos clínicos

O efeito que as alterações da pressão exercem sobre o corpo humano tem sido um tema muito estudado, devido a sua importância no campo da investigação aeroespacial.

Barodontalgia


Os primeiros estudos foram realizados em 1923, com o início da aviação. Com a 2a Guerra Mundial e seus voos subsônicos, pilotos de cabines não-pressurizadas relataram sentir odontalgias durante alguns voos, surgindo assim o termo aerodontalgias. 

Entretanto, como estas odontalgias também foram associadas ao mergulho, o nome para este fenômeno passou a ser barodontalgia, referindo-se ao aumento ou à diminuição da pressão atmosférica na prática de mergulho ou em viagens aéreas3. Em ambiente submarino, essa dor também é chamada de "squeeze dente".

Leia também: PDF: Como podemos otimizar a endodontia em dentes decíduos? Relato de caso

De acordo com Kieser & Holborow (1997) a Lei de Boyle afirma que o volume de um gás varia de forma inversamente proporcional à pressão absoluta, enquanto que a densidade varia de forma diretamente proporcional com a pressão absoluta, desde que a temperatura se mantenha constante. 

Portanto, quando uma pessoa está em baixa altitude como um mergulhador, a pressão exercida sobre ele aumenta e volume de gases diminui em espaços fechados como em dentes e seios nasais. Já em altitudes elevadas (em voos), a pressão exercida no passageiro diminui, permitindo que o volume de gases aumente.



Tráfico Semanal