PDF: Estudo comparativo da reabsorção radicular apical em pacientes bruxônomos e pacientes sem sinais clínicos de desgaste dentário

O bruxismo é um termo usado para indicar a ação de cerrar ou ranger os dentes, em atividades não funcionais do sistema mastigatório, tendo sido descrito pela primeira vez por Marie e Pietwiekwicz.

Bruxismo


Estes caracterizaram-no como um hábito parafuncional, diurno ou noturno, geralmente inconsciente, produzindo sons audíveis, os quais são impossíveis de serem reproduzidos pelo paciente conscientemente.

► Leia também: PDF: Associação entre bruxismo infantil e as características oclusais, sono e dor de cabeça 

Contudo, o bruxismo não é um problema recente da civilização. Este fenômeno patológico foi citado em Salmos de Davi e Mateus, que diziam: “E removê-lo-á e porá a sua parte com os hipócritas e haverá choro e ranger dos dentes”.

Em 1966, Nadler descreveu o bruxismo como uma disfunção que afeta uma grande porcentagem da população, e em todas as faixas etárias; além disso, relatou que a etiologia pode ser de natureza local, sistêmica, de ordem psicológica ou ocupacional.

Nadler salientou que o fator psicológico parece ser a causa principal e considerou, ainda, que fazem parte da categoria do bruxismo todos os hábitos de apertamento e rangimento de dentes.



Tráfico Semanal

Get our newsletter