PDF: Influência do armazenamento do instrumental odontológico na manutenção da esterilidade

O processo de esterilização envolve a lavagem e o empacotamento dos materiais, a distribuição dos materiais nos esterilizadores e o armazenamento das embalagens estéreis.

esterilidade-odontologia


Para a manutenção da esterilidade do material, todas as etapas desse processo devem ser corretamente executadas. 

► Leia também: PDF: Atendimento odontológico em pacientes com Hemofilia e Doença de von Willebrand

Tão importante quanto o processo de esterilização em si e seu controle, é a armazenagem apropriada do material. Quando feita de forma inadequada, pode acontecer a quebra da "cadeia de esterilidade". 


De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), para se garantir a esterilidade dos artigos empacotados, os mesmos devem ser: armazenados em área seca, longe de umidade, em armários com portas e não devem ser dobrados ou amassados. Na distribuição dos pacotes esterilizados deve-se ter o cuidado de manipulá-los com mãos limpas, com cuidado e o mínimo possível.

Com intuito de exercer a função de recepção, expurgo, preparo, esterilização, guarda e a distribuição dos materiais surgiram as Centrais de Material Esterilizado (CME). A área física da CME deve apresentar características que propiciem o controle da esterilidade do material. Para isso, ela deve ser de material fosco, não-poroso, o mais liso possível e de revestimento de fácil limpeza.



Tráfico Semanal

ANF

Get our newsletter