PDF: Lesão central de células gigantes: relato de um caso clínico

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Lesão Central de Células Gigantes (LCCG), que também pode ser denominada Granuloma Central de Células Gigantes ou ainda como Tumor Central de Células Gigantes...

Medicina-Oral


é definida como uma lesão benigna intraóssea que consiste em tecido fibroso com focos múltiplos de hemorragia, agregação de células gigantes multinucleadas e, ocasionalmente trabéculas de tecido ósseo. 

Leia também: PDF: Sialolito de grandes dimensões no ducto da glândula submandibular

Apesar de ter uma etiologia desconhecida e controvérsias quanto à terminologia e à classificação, alguns autores afirmam que esta doença teria relação com a ocorrência de uma hemorragia intramedular devido a algum tipo de trauma; embora nem sempre se obtenha essa história de trauma local. 


Ocorre predominantemente entre a segunda e terceira década de vida, o que não impede que seja encontrada em outras faixas etárias.

Tem uma maior incidência no gênero feminino e na mandíbula e envolve com certa frequência a região de pré-molares e molares, embora algumas vezes a mesma possa ultrapassar a linha média. Dentre as doenças ósseas não odontogênicas que acometem o complexo maxilo-mandibular, a LCCG é uma das mais frequentes.




Tópicos relacionados
PDF: Barodontalgia: relato de dois casos clínicos
PDF: Reabilitação oral de paciente com Síndrome da Combinação

Tráfico Semanal