QUEILITE ACTÍNICA: Um estudo de 35 casos com destaque para os aspectos morfológicos

A queilite actínica (QA) é uma alteração crônica, pré-maligna, resultante da exposição solar frequente e prolongada. Afeta principalmente o lábio inferior de pessoas idosas, do sexo masculino e de pele clara.

queilite-actínica


Sabendo- se que a QA é influenciada pela radiação solar e que ao nosso conhecimento não existem dados clínicos e histológicos dessa lesão no Nordeste do Brasil, o presente estudo analisou uma série de 35 casos de QA na população dessa região brasileira. 

► Leia também: PDF: As principais lesões enegrecidas da cavidade oral

As lâminas referentes a cada caso foram coradas pela técnica da hematoxilina e eosina (HE) e analisadas por microscopia de luz, sendo descritos os aspectos morfológicos das lesões.

Os dados clínicos foram obtidos a partir das fichas de solicitação do exame anatomopatológico. Dos 35 casos de nossa amostra, 60% representou o sexo masculino. A idade média foi de 54,6 anos. A maioria dos pacientes era leucoderma. As lesões de QA caracterizavam-se por epitélio pavimentoso estratificado exibindo graus variáveis de queratinização. Elastose solar esteve presente em todos os casos.

Quanto ao grau de displasia, 17 casos apresentavam displasia discreta, 13 eram de displasia moderada e 5 eram representados por displasia severa. Embora os casos desse estudo apresentassem displasia epitelial, estas não foram suficientemente severas para gerar uma neoplasia invasiva.

Contudo, é importante que estudos dessa natureza sejam realizados em outras regiões do país para que políticas públicas sejam estabelecidas para evitar o aparecimento e malignização dessas lesões.

Tráfico Semanal